Homem é flagrado se masturbando ao ficar de tocaia para observar clientes de salão de beleza na Savassi

Um homem de 31 anos foi preso no fim da manhã de sábado (12) ao ser flagrado se masturbando enquanto observava clientes de um salão de beleza na Savassi, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele foi enquadrado pela Polícia Militar como autor de importunação sexual.

Conforme uma funcionária do estabelecimento afirmou aos militares, o autor já estava observando as clientes do salão há cerca de uma semana, sempre no início e no final do dia. No sábado, ele foi flagrado se masturbando enquanto encarava as mulheres que eram atendidas.

A polícia foi acionada e conseguiu deter o homem na região. Ele foi encaminhado à Ceflan (Central de Flagrantes da Polícia Civil) II.

Vale lembrar que o crime de importunação sexual se tornou lei no ano passado e é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Já o crime de estupro é previsto no art. 213, e consiste em “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”. Mesmo que não exista a conjunção carnal, o criminoso pode ser condenado a uma pena de reclusão de 6 a 10 anos.