David Reimer: a história do menino que foi forçado a ser uma garota em um experimento controverso

A história de David Reimer é terrivelmente triste. Nascido de Janet e Ronald Reimer em 22 de agosto de 1965, ele teve que passar por uma transformação forçada quando era apenas um bebê. Por 14 anos desde o seu nascimento, ele foi educado como uma menina e obrigado a participar de sessões de terapia traumáticas para reatribuição sexual. Tudo veio à tona quando, em 1997, Milton Diamond, um sexólogo, convenceu David a contar sua história para desencorajar os médicos a fazer o mesmo com outras crianças. Depois disso, ele veio a público sobre sua situação através da revista Rolling Stone, e mais tarde em um livro chamado As Nature Made Him: The Boy Who Was Raised as a Girl. Aqui está a história da vida de Davi e como o que ele teve que passar finalmente o levou ao suicídio.

Quando ainda bebê, David Reimer, nascido Bruce Reimer, foi circuncidado em 27 de abril de 1966 para corrigir uma condição chamada “fimose”. No entanto, a cirurgia falhou, resultando em danos irreparáveis ao seu órgão genital.

Reprodução: Unbelievable

Bruce Reimer e seu irmão gêmeo Brian Reimer foram levados para um urologista por seus pais quando notaram algo anormal quando os meninos urinavam. Ambos foram diagnosticados com fimose e encaminhados para a circuncisão com apenas 7 meses de idade. A fimose é uma condição na qual o prepúcio de um pênis não pode ser puxado para trás, resultando em inchaço tipo balão durante a micção e dor durante a ereção, mas é inofensivo. A cirurgia foi realizada pela primeira vez em Bruce usando o método não convencional de cauterização. O pênis de Bruce ficou gravemente queimado durante a operação e estava além do reparo cirúrgico. Assim, os médicos optaram por não operar seu irmão Brian, cuja fimose corrigiu-se sem qualquer cirurgia.

Em 1967, preocupados com seu futuro, os pais de Bruce consultaram o psicólogo John Money, que afirmava que Bruce era mais propenso a ter uma vida sexual bem-sucedida e funcional como menina. Ele persuadiu-os a deixar Bruce passar por uma cirurgia de redesignação sexual.

John Money era um psicólogo do Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, EUA, que estava ganhando fama como um pioneiro no campo do desenvolvimento sexual e da identidade de gênero com base em suas pesquisas sobre pacientes intersexuais. Money era um defensor da “Teoria da Neutralidade de Gênero” e acreditava que a identidade de gênero era resultado do aprendizado social e poderia ser mudada por meio da intervenção comportamental. Depois de ver sua entrevista na TV em fevereiro de 1967, os Reimers levaram Bruce para ver Money. Money e sua equipe persuadiram os Reimers a acreditar que a cirurgia de redesignação sexual era a melhor opção para Bruce.

Aos 22 meses de idade, Bruce passou por uma cirurgia na qual seus testículos foram removidos e uma vulva foi criada. Ele foi renomeado para “Brenda” e Money forneceu apoio psicológico para a mudança, que também serviu como uma oportunidade para aprofundar suas pesquisas.

Após a mudança e a cirurgia, Money continuava a ver Bruce todos os anos para consultas e avaliações. Bruce era o caso de teste perfeito para a identidade de gênero como um aspecto socialmente aprendido, o que hoje sabemos que não é o caso, e não se pode forçar ninguém a ser o que não é. Seu irmão Brian Raimer era o objeto de controle ideal, pois os irmãos compartilhavam genes, ambiente familiar e útero. Além disso, Bruce foi o primeiro bebê masculino sem anormalidades sexuais pré-natais ou pós-natais no qual a cirurgia de redesignação e reconstrução sexual foram realizadas.

De acordo com Bruce, os gêmeos foram forçados a promulgar atos sexuais que Money fundamentava como parte do experimento. Aos 13 anos, Bruce desenvolveu depressão que o levou à interrupção da terapia.

O psicólogo mostrava fotos de teor sexual para Bruce, numa tentativa de a “reeducar sexualmente”, algo que teve somente um efeito perturbador na mente do(a) jovem.

Bruce disse que Money forçou-o a assumir o papel feminino durante a prática sexual, enquanto Brian fazia o masculino. Em pelo menos uma ocasião, Money tirou uma fotografia durante esses atos. Embora Money escreveu que Bruce exibisse um comportamento claramente feminino, de acordo com as anotações de um ex-aluno de seu laboratório, seus pais mentiram sobre o sucesso desses experimentos.

Em 4 de maio de 2004, esmagado pelos problemas que enfrentava, David deu um tiro na própria cabeça no estacionamento de uma mercearia.

David passou por inúmeras cirurgias para reconstruir seu órgão genital e remover seus seios em 1987. Ele também começou a tomar injeções de testosterona. Casou-se com Jane Fontaine em 22 de setembro de 1990 e adotou três filhos. No entanto, seu irmão Brian sofreu de esquizofrenia após os experimentos e morreu devido a uma overdose de antidepressivos em 1 de julho de 2002. Junto com o relacionamento difícil com sua família e a morte de seu irmão veio o desemprego. Em 2 de maio de 2004, sua esposa lhe disse que queria se separar e, dois dias depois, David cometeu suicídio atirando na própria cabeça.