Madrasta envenena e mata enteada de 11 anos para conseguir herança de R$800 mil

Uma mulher de 42 anos foi presa por suspeita de matar a enteada de 11 anos de idade por envenenamento na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. Jaira Arruda deu pequenas doses de um inseticida com venda proibida no Brasil para Mirella Poliane de Oliveira ao longo de dois meses, viu a menina passar mal e ser internada no hospital nove vezes, mas continuou firme no plano de matar a garota.

Segundo o delegado, a madrasta da menina a matou para conquistar uma herança no valor de R$ 800 mil. O dinheiro que a menina tinha no banco era resultado de uma ação judicial conquistada pelos avós maternos dela após processar o hospital em que ela nasceu, já que a mãe da criança morreu no momento do parto por erro médico.

A mulher não confessou o crime , mas a polícia a prendeu para que pudesse dar continuidade às investigações. “Fizemos todas as diligências e concluímos que o envenenamento teria ocorrido em virtude de uma indenização muito alta”, afirmou o delegado, Wagner Bassi, em coletiva de imprensa.

A polícia investiga ainda a possível participação do pai da criança no crime. Ele nega que sabia do ocorrido.

Fonte: Último Segundo – iG