Morre Patricia Araújo, 37 anos, atriz transexual da Rede Globo, conhecida pela novela Salve Jorge

A modelo e atriz transexual Patrícia Araújo morreu no último sábado, dia 6, no Rio, depois de passar dez dias internada. Ela tinha 37 anos e sofria de depressão. Patrícia ficou conhecida ao roubar a cena nos desfiles do Fashion Rio de 2009, quando desfilou pela grife Complexo B. No mesmo ano, ela já tinha sido eleita musa de um camarote da Marquês de Sapucaí.

Patrícia Araújo chegou a fazer participações em novelas e no cinema. Em “Salve Jorge”, ela deu vida a uma vítima do tráfico internacional de mulheres. Na telona, atuou ao lado de Lázaro Ramos no filme “O vendedor de sonhos”.

O estilista Beto Neves, da Complexo B, lamentou a morte da modelo e amiga em sua página no Facebook: “Há exatamente 10 anos ela apareceu na minha vida. Pessoa linda. Brilhou na passarela e sem querer me mostrou um pouco de como é difícil ser diferente. Sábado ela subiu, virou estrela”.

Repercussão da morte de Patrícia Araújo

Amigos da modelo transexual lamentaram a sua morte. Um dos que se manifestaram foi o estilista Beto Neves, da Complexo B. Em sua página oficial no Facebook, ele anunciou com pesar o falecimento da colega, destacando o fato de Patrícia Araújo ter sido expulsa de casa pela família quando tinha apenas 11 anos de idade.

lém disso, o estilista relembrou que no ano de 2009 a modelo foi eleita a modelo mais bela do camarote da Grande Rio, durante o Carnaval do Rio de Janeiro.

Problemas com a depressão

Beto Neves destacou ainda a grande apresentação da modelo em seus desfiles do Fashion Rio. Patrícia sofria um quadro profundo de depressão e, de acordo com o estilista, no fundo ela era uma menina, e acabou não resistindo.

A depressão é uma doença comum, que atinge cerca de 2 milhões de brasileiros, e requer acompanhamento profissional para auxiliar o paciente a vencer esta enfermidade.