Quer ter uma vida longa? Cientistas dizem que o café pode ajudá-lo

Durante a rotina, provavelmente você sente o cheiro de café fresquinho inúmeras vezes ao dia, seja após acordar, no trabalho ou no café da tarde com a família. Já se perguntou quantas pessoas ao seu redor o consomem? Segundo uma pesquisa de orçamento familiar realizada pelo IBGE, o café é uma das bebidas mais degustadas por pelo menos 79% dos brasileiros.

Além disso, ele possui benéficas propriedades comprovadas acerca do bem-estar e concentração, assim como o aumento da capacidade mental, memória, e ainda a redução dos efeitos dos males de Alzheimer e Parkinson, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic).

Pensando nisso, trouxemos uma pesquisa do Instituto Americano UCI MIND que utiliza essa bebida tão saboreada pelos brasileiros como parâmetro de estudo. Confira abaixo!

Quer ter uma vida longa? Cientistas dizem que o café pode ajudá-lo

Em 2003, o Instituto UCI MIND iniciou o “The 90+ Study” com o intuito de estudar a faixa etária que mais cresce nos Estados Unidos: as pessoas com 90 anos ou mais. Pouco se sabe sobre o estilo de vida dessas pessoas, mas devido ao notável número crescente, elas apresentam prioridade de saúde pública que compreenda e promova a qualidade e a quantidade de vida, como diz no site do Instituto. Hoje, o 90+ é um dos maiores estudos sobre velhice do mundo.

Os pesquisadores acompanharam e analisaram a vida e os hábitos de cerca de 1.600 pessoas para realizar o estudo. A cada seis meses, diversos testes (neurológicos, neuropsicológicos, físicos e cognitivos) eram realizados para coletar informações sobre o estilo de vida dos participantes: as atividades físicas que realizavam; o uso de remédios; históricos médicos; suas dietas, e vários outros fatores que foram sondados com muita atenção para determinar o desempenho das pessoas nessa faixa etária — e uma das principais e mais surpreendentes descobertas do relatório foi que o consumo do café ajudou os pacientes a viverem mais. Portanto, aqueles que têm tal hábito, de forma moderada, é claro, possuem mais chances de ter uma vida longa do que os que se abstêm de bebê-lo.

Quer ter uma vida longa? Cientistas dizem que o café pode ajudá-lo

“Não sei explicar com exatidão, mas acredito de verdade que beber modestamente está associado à longevidade”. afirmou Claudia Kawas, coordenadora do estudo. Já o “ponto certo” era de cerca de duas xícaras de café diárias: “As pessoas que bebiam essa quantidade de café por dia viviam mais do que os indivíduos que consumiam menos ou mais cafeína”, acrescentou, no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência em Austin, Texas.

Os exercícios físicos também se mostraram um grande aliado à longevidade, pois entre os pacientes analisados, quem se exercita de 15 a 45 minutos por dia, também amplifica consideravelmente a probabilidade de ter uma vida mais longa.

Quer ter uma vida longa? Cientistas dizem que o café pode ajudá-lo

Todavia, o estudo é observacional, então, pode-se somente dizer que substâncias contidas na bebida estão de alguma forma relacionadas à longevidade e saúde. Logo, a pesquisa não é uma autorização para que aumentemos o consumo da cafeína, é uma afirmação (ainda em estudo) acerca dos benefícios que nossos hábitos podem nos proporcionar.

E já que citamos os hábitos, que delicioso hábito é o de tomar café, não é mesmo?! Quais são os que tornam a sua vida mais saudável? Conte para nós!

Fonte: Incrível Club