Como a vida de um homem muda depois de ter uma filha ao invés de um filho

Ser pai é uma das experiências mais significativas que alguém pode ter. Particularmente no caso de homens que têm meninas, suas vidas passam por mudanças, a maior parte delas positiva, diferentemente dos que só têm meninos. E isso ficou comprovado por um estudo da prestigiada escola de negócios americana Harvard Business School.

Eles ficam mais interessados ​​em melhorar o ambiente de trabalho das mulheres

De acordo com a pesquisa, chefes de empresas que têm filhas tendem a adotar políticas corporativas socialmente mais responsáveis e ter uma força de trabalho mais equilibrada em termos de gênero, aumentando o número de mulheres contratadas em 24%. Em outras palavras, esses homens buscam criar um ambiente mais igualitário para que, no futuro, suas filhas possam trabalhar sem preconceitos.

Por outro lado, uma pesquisa realizada pela Universidade de Miami revelou que os executivos investem cerca de 13,4% de sua renda em programas de responsabilidade social. Um exemplo é o do criador do Facebook, Mark Zuckerberg. Após o nascimento de sua primogênita, em 2015, Mark publicou uma carta aberta, “Para a nossa filha”, na qual anunciou que doaria 99% de suas ações do Facebook para diferentes instituições de caridade, o equivalente a cerca de 45 bilhões de dólares.

Em 2017, após o nascimento de sua segunda filha, o líder da rede social escreveu novamente uma carta emotiva e a publicou no próprio Facebook, dizendo à sua pequena que lutaria para criar um mundo melhor: “Faremos todo o possível para garantir que o mundo seja um lugar melhor para você e para todas as crianças de sua geração”.

Sua expectativa de vida aumenta

As meninas em geral costumam ser as princesas dos pais e, quando crescem, acabam cuidando deles. Talvez por essa razão a vida de um homem aumente em 6 meses a cada filha, de acordo com uma pesquisa conduzida pelo American Journal of Human Biology. Por outro lado, o estudo indicou que ter filhos do sexo masculino não causa nenhuma diferença na expectativa de vida de um homem.

Se tornam mais protetores

View this post on Instagram

Papa ha vuelto!!/ Papa is back!! 👏👏👏👏😍🙏🏻

A post shared by Elsa Pataky (@elsapatakyconfidential) on

Quando há uma pequena na casa, os homens se tornam mais protetores, não apenas em relação a suas próprias filhas, mas com todas as mulheres. Há mais chances de um homem defender uma garota que esteja sendo ofendida se ele tiver uma filha. Isso acontece porque os pais sabem que suas meninas podem passar por uma situação semelhante.

Passam a ter uma nova perspectiva sobre os papéis de gênero

View this post on Instagram

Sticker makeovers by Luna

A post shared by John Legend (@johnlegend) on

A pesquisa também indicou que os homens que viviam com suas filhas, incluindo enteadas, filhas adotivas ou de criação, eram menos propensos a apoiar atitudes tradicionais e machistas em relação ao gênero. Esse efeito se mostrou mais acentuado entre os pais com meninas na escola secundária, sugerindo que os homens mudam seu ponto de vista ao longo do tempo.

Viver com meninas e ver o tratamento que recebem da sociedade faz com que os pais sintam mais de perto as dificuldades pelas quais passa uma mulher, oferecendo-lhes uma nova perspectiva, disse a Dra. Joan Costa-Font, da também prestigiada escola de negócios London School of Economics, na pesquisa The Mighty Effect (O efeito poderoso).

“Encontramos evidências de que as filhas diminuem a probabilidade de os pais concordarem com uma regra tradicional de que o homem exclusivamente é quem sustenta a família. Esse é especialmente o caso dos pais com filhas em idade escolar”.Mireia Borrell-Porta, Joan Costa-Font e Julia Philipp – London School of Economics

Eles se tornam mais gentis

A pesquisa analisou conversas e interações de 50 homens com seus filhos (meninos e meninas) e observou que 60% dos pais de meninas passaram um tempo maior respondendo cuidadosamente suas filhas do que seus filhos. Além disso, passaram cinco vezes mais cantando e tendem a ser mais abertos para expressar seus sentimentos, tornando-se mais gentis e acessíveis.

A psicóloga Emma Citron explica que isso ocorre principalmente porque, quando os pais têm meninos, há uma espécie de luta pelo poder, como se precisassem responder à pergunta: “quem é o macho-alfa?” Enquanto com as pequenas é diferente, pois com elas devem aprender a negociar para chegar a um acordo mútuo.

“Uma filha ensina um homem o que significa ser uma mulher de um jeito que uma irmã, uma esposa ou uma mãe não conseguem”.Emma Citron – Psicóloga

Tendem a apoiar decisões políticas favoráveis à igualdade de gênero

View this post on Instagram

🤗

A post shared by Kim Kardashian West (@kimkardashian) on

Quando se trata de decisões políticas, ter uma filha também influencia a maneira como o pai agirá. A pesquisa revelou que os homens se tornam bem mais propensos a apoiar políticas feministas e leis que favoreçam a resolução de questões que afetam diretamente as mulheres, em detrimento de outros temas.

Você acha que os homens mudam mesmo depois de ter uma filha? Conte quais outras diferenças notou entre os pais de meninas e meninos.