Mulher quase morre após ignorar ‘bolinha’ na pele que se transformou em sepse

A inglesa Beverley Gardner, de 51 anos, foi diagnosticada com sepse e passou três semanas em coma.

A sepse é uma reação produzida pelo corpo humano para  infecção que danifica os tecidos e órgãos de maneira generalizada. 

Bervely relatou que notou uma bolinha no cotovelo e acreditando não ser nada mais grave, não procurou ajuda. Realmente parecia apenas uma irritação da pele que o corpo daria conta de se livrar sozinho.

Reprodução/Mirror
Estágio inicial da infecção

A mulher explicou ao jornal Mirror que não teve os sintomas da doença, como febre, calafrios, náuseas, tontura e batimentos cardíacos mais acelerados. “A bolinha simplesmente apareceu no meu cotovelo. A única coisa que passei a ter desde então foi diarreia”, explica. 

Depois de a “bolinha” evoluir do estágio inicial, o marido da moça, Thomas achou melhor procurarem um hospital. Chegando lá ela foi diagnosticada com sepse causada por uma infecção por estreptococo do grupo A – impulsionada pelas bactérias Streptococci , que produzem erupções cutâneas na superfície da pele.

Reprodução/Mirror
Estágio avançado da doença

Apesar de dizer já ter ouvido falar da sepse, a dona de casa revela que nunca pensou que passaria por tanto sofrimento. Ela perdeu a audição da orelha esquerda e os movimentos da mão direita, mas continua a com as sessões de fisioterapia para reverter os danos.

A orientação é não esperar tanto tempo para procurar o médico. Se alguma feridinha parece não se curar e evolui, mesmo achando que seja algo simples, o ideal é procurar o hospital, antes que evolua para um quadro como o dela.