A unha de gel que escondeu um câncer

Karolina Jasko, de 21 anos, é uma modelo americana e concorreu, em 2018, ao Miss Estados Unidos.

A moça contou ao Daily Mirror que em 2016 levou um grande susto ao passar por um procedimento bastante comum nos dias de hoje: as unhas em gel aplicadas com raio UV (ultra violeta).

Em uma de suas visitas à manicure, a miss notou que havia uma mancha escura por baixo da unha. Num primeiro momento ela pensou que havia batido em algum lugar e supôs que a mancha seria apenas um hematoma, entretanto, com o tempo ela passou a se preocupar porque a mancha aumentava e em volta do seu dedo começou a inchar e avermelhar. Procurou um dermatologista que pediu uma biópsia e recebeu o diagnóstico de melanoma, um tipo de câncer de pele.

“Alguns dias depois (de notar a mancha escura), meu dedo inchou muito e eu automaticamente pensei que teria algum tipo de infecção no salão de beleza.”

Após a remoção da unha e do melanoma. (Reprodução/Facebook)

Karolina passou por uma cirurgia e removeu apenas a unha, porque conseguiu ir ao médico antes da fase onde só a amputação resolveria.

Melanoma de unha

O “melanoma de unha” ou “melanoma subungueal” é um câncer
mais comum nos polegares, mas podem afetar qualquer unha, seja da mão ou do pé. 

Os sintomas incluem uma faixa de pigmentação escura que cobre a unha, fragilidade e sangramento no local afetado.

É ideal procurar um dermatologista para verificar se manchas aparecerem nos dedos das mãos ou dos pés, como fez Karolina.

IMPORTANTE:
O médico que atendeu a jovem no Northwestern Memorial Hospital, em Chicago, explicou a ela que seu melanoma era, provavelmente, genético, mas que a exposição ao raio UV para aplicação das unhas de gel influenciaram em seu crescimento.

Karolina tinha 18 anos à época e agora expõe o caso para ajudar na prevenção do câncer de pele.